Thursday, February 28, 2013

Projeto Pró-Acessibilidade - um passo à frente da sustentabilidade

                                        Com os idosos podemos aprender a ser sábios e com os deficientes a perseverar.
                                        É prudente pensar que o dia de amanhã pode nos reservar um desses papéis.
                                                                                                                                                        Abeid


O Grupo de Circulo Contínuo de Qualidade - CCQ denominado Reservatório de Idéias (R-I), da Companhia Águas de Joinville,  criou o Projeto Pró-Acessibilidade para atendimento preferencial de idosos, pessoas deficientes, Gestantes, Lactantes e pessoas com crianças de colo, proporcionando a acessibilidade, através de um atendimento especializado e diferenciado.

O título “Pró-Acessibilidade” advém da nova perspectiva de olhar para o tema da acessibilidade, considerando o acesso a partir do fato gerador da necessidade do deslocamento do cliente: não basta mais saber receber o cliente nos postos de atendimento, mas criar alternativas de atendimento que evitem o deslocamento desnecessário. Afinal, o próprio deslocamento impõe barreiras.

Esse novo olhar para a acessibilidade impõe mudanças em fluxos de trabalho e nos impele a partir em busca de parcerias com instituições que atuam junto a esses públicos. Essas instituições participam do projeto realizando palestras, visitando as unidades de atendimento e interferindo no discurso de nossos atendentes e no layout dos prédios da empresa. Essa parceria com entidades representativas nos permite já o atendimento à distância, via e-mail, atendendo a um dos desafios de criar mecanismos que nos permitam o atendimento mais próximo ao cliente, em casos especiais, irmos até o cliente e, assim sendo, evitar o desconforto do deslocamento dessas pessoas.



O sentido , portanto, deixa de ter um caráter de atendimento receptivo, passando à condição de atendimento ativo. Casos em que o cliente tenha dificuldades em se locomover, a Unidade Móvel é acionada. O olhar pró-acessível requer, sobretudo, pensar que aquela pessoa que veio com dificuldades ao posto de atendimento tenha a solução de seu serviço nessa única viagem - se a empresa não permitir essa solução no primeiro contato, ela então assumirá o retorno, indo até o cliente. 

São atividades em implantação:

 - Definição de Guichês e Senhas preferenciais para o atendimento central;
 - Destinação de cadeiras preferenciais nos locais de atendimento;
 - Benchmarking com instituições representativas;
 - Criação de um Fórum permanente, composto por entidades representativas, que passam a opinar e influenciar nossas ações de atendimento;
 - Cursos e capacitações;

Projeto para cursos de LIBRAS, contrato de serviços em BRAILE, faixas para baixa visão, piso tátil e direcional, são etapas futuras já previstas.

O Grupo CCQ RI é formado por:

Daisy Luza
João Abeid Filho
Julia Rech Sincero
Leonardo Kleczewski
Schirlei Oliveira
Wagner Marques Goeten

Coordenador: Marcos Pires


Contatos para maiores informações com: João Abeid Filho, pelo e-mail: rotadovento@yahoo.com.br .